E exatamente quando você pensa que achou o assassino e que a trama finalmente foi esclarecida… Algo aparece e te deixa ainda mais confuso e desejoso por ver o desenrolar da estória. É assim com Quebra de Confiança. É assim com Harlan Coben.


Editora: Arqueiro Quebra de Confiança, de Harlan Coben
Páginas: 224
Ano de publicação original: 1995

Sobre a Trama:

Este é um momento importante na carreira de Myron Bolitar. Depois de agenciar alguns atletas pouco conhecidos, ele agora é o empresário de Christian Steele, a maior promessa do futebol americano de todos os tempos. Talentoso, bonito, centrado e carismático, tudo indica que o rapaz também poderá arrematar milhões em contratos de publicidade. Mas, ao mesmo tempo que vive o auge na carreira, Christian enfrenta um drama na vida pessoal. Um ano e meio atrás, sua noiva, Kathy Culver, desapareceu subitamente e, exceto pelos fortes indícios de que tenha sofrido uma agressão sexual, a polícia não conseguiu descobrir nada sobre sua última noite no campus da Universidade Reston.

Prestes a ser contratado em uma negociação que pode ser a maior de todos os tempos em sua categoria, Christian recebe o exemplar de uma revista que traz a foto de Kathy em um anúncio de disque sexo. Além disso, o caso acaba de ganhar mais um ingrediente de terror: três dias atrás, Adam Culver, pai dela, foi morto em um assalto bastante suspeito. Agora, com a ajuda de Win, seu melhor amigo, Myron tentará impedir que as notícias sobre a ex-noiva de Christian atrapalhem a carreira do rapaz e irá em busca da verdade – doa a quem doer.


Este é o primeiro livro da série de livros que seguem o personagem Myron Bolitar, porém, se você ler qualquer outro livro de Harlan Coben, você verá que eles funcionam de forma independente, apesar de uma ou outra citação indicar algo maior que é desenrolado de forma cronológica. Por isso funcionam tão bem os seus livros de suspense policial, que os tornou um dos autores com mais títulos vendidos no mundo.

Nesta estória, acompanhamos a complicada vida de Myron Bolitar, que é um agente esportivo e que tem um passado que envolve ter trabalhado para o FBI e inclusive, uma formação como advogado. Além disso, é claro, tem o seu passado amoroso bem complicado com Jessica Culver que agora reapareceu em sua vida. E parece que não só ela reapareceu após estar sumida. Aparentemente, a irmã desaparecida há um ano de Jessica parece ter ressurgido de qualquer lugar de onde ela estava.

Myron é envolvido em uma enrolada trama para poder descobrir o paradeiro de Kathy Culver que envolve violência, sexo, traições e muitas mortes.  Tudo isso sendo conduzido de forma bem dinâmica, em alguns momentos, até temos duas perigosas tramas sendo desenroladas ao mesmo tempo. E o humor coerente e bem colocado do protagonista traz um ar um pouco mais leve para uma boa parte do livro. Até em um momento chave, após uma descoberta chocante em que toda a abordagem do protagonista começa a ter menos humor e a trama fica cada vez mais tensa.

Harlan Coben tem uma facilidade tremenda para escrever mistérios de investigação e, podemos notar toda sua capacidade criativa ao criar saídas e becos sem saídas em que o leitor não imaginava encontrar, até certas peças do quebra-cabeça surgirem em momentos chave de forma que tudo fica cada vez mais óbvio.

Apesar de seu final instigante, temos um momento que particularmente incomodou, em que vemos uma série de diálogos no estilo Sherlock Holmes para explicar todo o raciocínio até o fatídico fim e sua surpreendente conclusão. Mas não podemos cobrar tanta inovação em um livro que é ponto de partida de um personagem e que sua primeira publicação foi em maio de 1995 como é Quebra de Confiança.

De qualquer forma, este é um prato cheio para fãs de suspense policial e inclusive, para os não-fãs e que buscam uma primeira experiência com o gênero. Tem tudo o que uma boa trama dessa necessita e inclusive o principal: um excelente escritor.

bio CAIQUE